Agencia Publix

Copa EFX de Enduro

01/05/2016
Rômulo Bottrel vence em Arujá e acirra disputa pela liderança da Copa EFX Brasil

Mineiro supera Bruno Crivilin na segunda etapa por uma diferença de apenas dois segundos
 
A Copa EFX Brasil de Enduro movimentou as trilhas de Arujá (SP) neste domingo (1º) com a segunda etapa da temporada 2016. Cheia de desafios e com a participação de mais de 120 pilotos de todo o país, a prova deixou a batalha pela liderança da categoria Elite, a principal da competição, bastante acirrada. O mineiro Rômulo Bottrel venceu uma batalha muito equilibrada contra o capixaba Bruno Crivilin, decidida nos detalhes. Ao final do dia, após quatro voltas pelo trajeto de cerca de 35 quilômetros, a diferença entre os dois no tempo total acumulado ficou em pouco mais de dois segundos.  

Os competidores encontraram uma prova bastante completa com três especiais bem variadas. O Cross Teste, com três quilômetros de extensão, muitas curvas, algumas subidas e descidas curtas e até uma uma rápida travessia pela água, foi um dos pontos mais elogiados do percurso que também contou com um Enduro Teste e um Extreme Teste. Todas as especiais tinham largada e chegada no mesmo ponto, fato que permitiu que as equipes acompanhassem o desempenho dos pilotos de perto e também contribuiu para uma rápida apuração dos resultados.  

Bottrel não só subiu ao lugar mais alto do pódio da Elite, como também faturou a Geral. "Foi uma prova bem apertada do início ao fim. No começo, abri uma vantagem pequena, mas acabei errando. O Bruno (Crivilin) teve um erro similar, então o tempo que perdi, ele acabou perdendo também. Com isso a prova ficou mais equilibrada. Consegui terminar com uma vantagem de dois segundos na liderança", explicou o mineiro que, somando os mesmos 51 pontos do rival, assumiu a liderança do campeonato e ganhou mais confiança. "Parece que finalmente eu estou conseguindo casar com a moto. E espero continuar melhorando nesse ponto para nas próximas etapas vencer de novo", concluiu.

Segundo colocado na Geral e na Elite, Crivilin sofreu algumas quedas que prejudicaram o seu desempenho. "O Rômulo andou muito bem e tivemos uma boa disputa. Para a próxima etapa, preciso melhorar minha concentração. Acabei tomando alguns tombos e acredito que me custaram a vitória. Se não fosse isso, poderia ter ganhado. A prova de Arujá foi bem legal de novo."

Assim como na categoria principal, na Júnior a disputa também segue ponto a ponto. Vinícius Calafati venceu a etapa com folga de aproximadamente um minuto. Com o resultado, ele assumiu a liderança do campeonato, mas o mineiro Tunico Maciel, segundo colocado do dia, conta com os mesmos 51 pontos do paulista. "Foi um dia bom. Comecei meio lento, mas consegui ser bem constante, como queria, e venci a geral em algumas voltas. Treinei bastante nos últimos dias para vir para cá e recuperar a liderança do campeonato", disse Calafati.

Em contrapartida, os líderes de duas outras das principais classes seguem com 100% de aproveitamento. Na E1, quem se sobressaiu foi Bruno Batista, já na E2 Cauê Aguiar foi o mais rápido. Ambos acumulam 54 pontos e começam a se distanciar dos concorrentes na briga pelos títulos.

Depois de assistir o triunfo da principal adversária na etapa anterior, Janaína Souza voltou determinada a dominar a categoria Feminina e assim fez. Com cerca de cinco minutos de vantagem sobre a segunda colocada Tainá Aguiar, Jana venceu com folga e retomou a liderança do campeonato. A classificação também considera a disputa do Enduro FIM Xperience da Mulher, realizado em março, portanto para elas esta foi a terceira etapa. "A prova foi perfeita e sem erros. Esse ano cometi muito erro bobo e hoje procurei fazer uma prova constante. Acabei me acertando também com a moto e focando nas trilhas. As vezes alguns problemas de fora acabam atrapalhando, mas hoje vim dedicada e o resultado veio. Ganhei com uma boa vantagem. Agora estou na liderança do campeonato", explicou a paulista.

O saldo positivo também é resultado do ânimo extra promovido por uma recente participação no exterior. "Faz uma semana que cheguei de Portugal, onde fui correr o Campeonato Nacional, realizado em conjunto com o Mundial de Enduro. Todo o apoio que tive lá fora e a estrutura que encontrei, me fizeram voltar muito motivada para terminar o ano de forma excelente e procurar um 2017 ainda melhor", destacou.

Enquanto uns recuperaram o topo do pódio, outros saborearam pela primeira vez uma vitória na Copa EFX. Na E5, Rodrigo Matavelli não esperava o sucesso e já planeja disputar toda a temporada. "Nunca tinha ganhado. Agora vou tentar fazer o campeonato inteiro, quem sabe pensar em título", ponderou o piloto. "Gostei da prova. Tinha bastante trecho de alta velocidade e muitas curvas, parecia bastante motocross".

Reinaldo Almeida, por sua vez, conquistou a E6. "É apenas meu segundo ano no enduro e estou feliz demais por conseguir ganhar uma etapa. A prova foi sensacional. Uma das especiais foi cancelada, achei uma decisão correta do Fabião (diretor do Adrenatrilha Trail Club). No mais, foi uma prova excelente. Tudo bem demarcado, bom circuito, tudo do melhor", considerou o mineiro.

Na disputa por equipes, o Zanol Team mais uma vez faturou a primeira colocação, mesmo assim o chefe de equipe Felipe Zanol considera que o time pode melhorar. "Gostaria muito de ter um aproveitamento de 100% com a equipe toda. Ainda não conseguimos, mas acho que estamos no caminho. Vamos trabalhar mais para chegar ao objetivo", avaliou.

Outras sete categorias estiveram em jogo. André Tibyrica faturou a E3; Wanderson Andrade a E4; Nielsen Bueno a Over 35; José Roberto Polaz a Over 45; José Alexandre Tommaso a Over 50; Guilherme da Silva a E8 e Patric Quentin a Taça Cidade.

A terceira etapa da Copa EFX Brasil de Enduro será disputada no dia 19 de junho em Três Corações (MG), mas antes o Adrenatrilha Trail Club tem um outro compromisso, mais uma vez em Arujá: a segunda etapa da CACC (Copa Adrenatrilha de Cross Country), programada para o dia 22 de maio. 

Resultados

Elite

1. 4 Rômulo Bottrel, 0:48:04.26
2. 1 Bruno Crivilin, 0:48:06.95
3. 3 Julio César Ferreira Eliziário, 0:49:49.69
4. 4 Ronald Santi, 0:50:46.20
5. 5 Felipe Dias de Aguiar, 0:57:15.15

Júnior
1. 8 Vinicius Calafati Ribeiro, 0:49:41.31
2. 7 Tunico Maciel, 0:50:31.72
3. 10 Nicolas Rodriguez Rodriguez, 0:51:39.20
4. 9 Vinicius Luis Lopes da Silva, 0:51:46.30
5. 11 Washington Pereira Silva, 4:58:05.90

Enduro 1
1. 13 Bruno Batista Martins, 0:50:10.16
2. 17 Diego Baesso Colett, 0:51:24.64
3. 15 Renato Hermann dos Santos, 0:52:35.76
4. 14 Renan Bueno da Silva Filho, 0:53:03.62

Enduro 2  
1. 19 Cauê Paulini Aguiar, 0:50:46.18
2. 23 Antonio de Miranda Junior, 0:50:51.46
3. 24 Ruan Marra Pires, 0:52:44.47
4. 25 Rodrigo Rivello, 1:00:11.22
5. 26 Alison Wesley Casarin, 1:05:26.31

Enduro 3  
1. 41 Andre Tibyrica, 0:55:23.55
2. 34 Rafael Pasqua Silvestre, 0:56:25.65
3. 29 Bruno Jose Rodrigues da Silva, 0:56:29.71
4. 35 Leonardo Matuno Malagutti, 0:57:07.09
5. 37 Eduardo Namiji Tomita, 0:58:04.80

Enduro 4  
1. 42 Wanderson Andrade, 0:53:38.44
2. 43 Vitor Martins Menino, 0:54:45.39
3. 47 Fabrício Lasmar Silva, 0:55:34.76
4. 46 Bruno Rafael Viviani, 0:56:15.96
5. 44 André Esteves, 0:58:00.99

Over 35  
1. 48 Nielsen Bueno, 0:51:37.63
2. 50 Dario Julio, 0:54:40.83 
3. 49 Rodolfo Ripamonti, 0:55:07.20
4. 52 Andre Ferreira, 0:56:13.03
5. 53 Marcio Tazzinazo Grandão, 0:57:07.57

Over 45  
1. 56 José Roberto Polaz, 0:56:51.88
2. 61 Evandro Bozetti, 0:57:13.17
3. 58 Fabio Bizarria, 0:58:13.89
4. 59 Jean Pierre Buttazzi Junior, 0:59:32.87
5. 60 Charles Freitas dos Santos, 0:59:40.10

Over 50  
1. 62 José Alexandre Tommaso, 0:56:56.62
2. 63 Washington Caipira, 0:57:26.45
3. 65 Jesus Rodrigues, 0:59:28.93
4. 66 Edmilson Elias de Freitas, 1:02:08.34
5. 68 Lenilton Araujo dos Santos, 1:02:26.96

Enduro 5  
1. 70 Rodrigo Matavelli Pagano, 0:54:58.03
2. 69 Guilherme Ambrosio Medeiros, 0:55:23.95
3. 84 Marcos de Ulhoa Canto Gebhardt, 0:57:31.11
4. 77 Renato Tadeu Lima Neubern, 0:59:28.11
5. 72 Francis Felipe Tonon da Silva, 0:59:34.23

Enduro 6  
1. 87 Reinaldo Muniz de Almeida, 0:57:40.36
2. 91 Lucas Lanes Santos, 0:59:26.51
3. 90 Gilmar da Silva Júnior, 1:00:17.80
4. 12 Yuri de Menezes Alves Magalaes, 1:00:23.30
5. 89 Mauro Marques Figueira Filho, 1:00:52.77

Enduro 8  
1. 98 Guilherme da Silva Bittencourt, 0:54:51.44
2. 99 Felipe Manduca Nunes, 0:56:25.28
3. 113 Yan Bueno Proque, 0:57:18.66
4. 100 Murilo Silveira Rodrigues, 0:59:27.60
5. 111 Marcos Adriano Ferreira, 0:59:41.15

Feminina  
1. 123 Janaina Souza, 0:55:54.64
2. 122 Tainá Aguiar, 1:00:43.73
3. 124 Jéssica Sâmia, 1:09:20.26
4. 127 Daniela Romano, 3:29:26.32
5. 126 Lilian Chagas, 5:06:38.90

Taça Cidade  
1. 132 Patric Chris Quentin, 0:58:10.63
2. 134 João Carlos Mendes, 1:02:08.80
3. 131 Camilo Machado, 1:03:11.72
4. 130 Fabricio Beloni, 1:05:21.53
5. 133 Rafael Costa Pacheco, 1:07:10.29

Equipes
1. Honda/ASW/Rinaldi Zanol Team

 2 Rômulo Bottrel
 3 Julio César Ferreira Eliziário
 13 Bruno Batista Martins

2. Sacramento Racing
 8 Vinicius Calafati Ribeiro
 9 Vinicius Luis Lopes da Silva
 17 Diego Baesso Colett

3. Honda/ASW/Rinaldi Zanol Team 2
 23 Antonio de Miranda Junior
 15 Renan Bueno da Silva Filho
 42 Wanderson Andrade

4. Honda Motofield
 4 Ronald Santi
 14 Renan Bueno da Silva Filho
 43 Vitor Martins Menino
 
5. R&D/Os Aloprados

 70 Rodrigo Matavelli Pagano
 34 Rafael Pasqua Silvestre
 44 André Esteves

Download dos resultados completos em PDF
Resultado por Categoria
Resultado Geral
Resultado por Equipes

Ranking por Categoria
Ranking Geral
Ranking Feminina

A Copa EFX Brasil de Enduro é realizada pelo Adrenatrilha Trail Club com patrocínio da Honda, co-patrocínio da Rinaldi e IMS, e apoio da Motofield, Sig Visual, Stocovich, Edgers, Revista Pró Moto, Quality Resort & Convention Center Itupeva, Shopping SerrAzul e Prefeitura de Arujá.




Imagens Relacionadas:
Rômulo Bottrel, vencedor da categoria Elite na segunda etapa da Copa EFX Brasil - Foto: Maurício Arruda/PubliX
Rômulo Bottrel, vencedor da categoria Elite na segunda etapa da Copa EFX Brasil - Foto: Maurício Arruda/PubliX

Bruno Crivilin, segundo colocado da categoria Elite na segunda etapa da Copa EFX Brasil - Foto: Maurício Arruda/PubliX
Bruno Crivilin, segundo colocado da categoria Elite na segunda etapa da Copa EFX Brasil - Foto: Maurício Arruda/PubliX

Tunico Maciel, segundo colocado da categoria Júnior na segunda etapa da Copa EFX Brasil - Foto: Maurício Arruda/PubliX
Tunico Maciel, segundo colocado da categoria Júnior na segunda etapa da Copa EFX Brasil - Foto: Maurício Arruda/PubliX

Vinícius Calafati, vencedor da categoria Júnior na segunda etapa da Copa EFX Brasil - Foto: Maurício Arruda/PubliX
Vinícius Calafati, vencedor da categoria Júnior na segunda etapa da Copa EFX Brasil - Foto: Maurício Arruda/PubliX

Bruno Martins, vencedor da categoria E1 na segunda etapa da Copa EFX Brasil - Foto: Maurício Arruda/PubliX
Bruno Martins, vencedor da categoria E1 na segunda etapa da Copa EFX Brasil - Foto: Maurício Arruda/PubliX

Renan Bueno, piloto da categoria E1 da Copa EFX Brasil - Foto: Maurício Arruda/PubliX
Renan Bueno, piloto da categoria E1 da Copa EFX Brasil - Foto: Maurício Arruda/PubliX

André Ferreira, piloto da categoria Over35 da Copa EFX Brasil - Foto: Maurício Arruda/PubliX
André Ferreira, piloto da categoria Over35 da Copa EFX Brasil - Foto: Maurício Arruda/PubliX

Janaína Souza, vencedora da categoria Feminina na segunda etapa da Copa EFX Brasil - Foto: Maurício Arruda/PubliX
Janaína Souza, vencedora da categoria Feminina na segunda etapa da Copa EFX Brasil - Foto: Maurício Arruda/PubliX

Veja todas as 21 fotos.